Dedicatória

Liberta-me

Torna-me tua

Liberta-me desta dor

E dá-me o teu amor

Tua quero ser

E contigo hei de viver

Deixa-me sonhar

Que em realidade hei de tornar

Olha para mim

E diz -me que sim

Que encontrei o meu abrigo

E que não estou em perigo

Que finalmente

Serei feliz

E terei  o que sempre quis

O carinho tão esperado

Que tanto foi reclamado

E até agora me tem sido negado

Ensina-me a bondade

Pois a mim

Só me trataram com maldade

Diz-me que sou perfeita

Na minha imperfeição

E que encontrei proteção

Advertisements

Passado

Do passado assombrado

Erguem-se memórias adormecidas

Onde lágrimas não são esquecidas

Novamente o passado

Onde o agora é presente

Fecha-se o coração descontente

Onde o mártir se tinha calado

Deixando para trás

Tudo o que tinha sonhado

Infeliz acaso

Já morri e renasci mais vezes  que as possíveis de imaginar, fiz das cinzas vida e da tristeza passado. Nesta vida dos mil enganos fiz alimento, corri a vida iludida onde o sonho prevalecia.

   Mas afinal o que é um sonho ?

Não mais que uma ilusão nos infelizes acasos que o destino assim proporcionou.

Por Vezes

Por vezes o amor

É um tormento

É faceta de sofrimento

Sentimento único e doloroso

Tão benévolo como impiedoso

Tão quente como fogo

Tão frio como gelo

Ilumina a alma

E escurece  o ser

É um privilegio

Para quem o receber

É um tiro no escuro

É o reinar do dia

Algo que tanto dá como tira

Guerreiro é quem

O tormento vence

E o amor faz prevalecer

Pois esse é o verdadeiro

Motivo para viver